Responsabilidade na parte que nos cabe na construção do progresso do Brasil, independentemente de cor, credo, profissão e posicionamento político.

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Ditadura? Um peso, duas medidas.

A maneira pela qual o governo brasileiro encara a situação de Honduras chega a ser uma afronta à inteligência e ao senso crítico dos seres pensantes - ainda que poucos - do nosso país.
Cada vez que vejo o presidente Lula enfatizar as palavras "golpe" e "ditadura", me questiono se ele sabe o que está falando.
O que aconteceu no Brasil, com o impeachement do Fernando Collor, foi golpe? Penso que não. A mesma situação vive aquele país. A verdade é que o governo Lula perdeu o controle da situação por ser altamente influenciável pelos verdadeiros ditadores, como Chavez e Morales.
Como diria Arnaldo Cesar Coelho nas transmissões dos jogos de futebol, nesse caso político suas palavras são perfeitamente aplicáveis: - "A regra é clara!".
Se as medidas agora tomadas pelo governo de Roberto Micheletti caracterizam Honduras como uma ditadura, então o Brasil também prevê a ditadura em sua Constituição.
Concordo com Reinaldo Azevedo quando diz que estamos diante de uma ocorrência inédita. Não se tem notícias de que um país foi esmagado, como está sendo Honduras, porque tomou medidas para manter a sua constituição democrática. As atitudes adotadas pelo governo interino são legítimas e apoiadas no texto constitucional daquele país, assim como a "retirada" do poder daquele que efetivamente tentou dar o golpe na sua nação: Manuel Zelaya.
Não custa lembrar que foi realizada uma tentativa de subversão da ordem constitucional vigente, maquiada de consulta popular, quando Zelaya foi preso por ordem da Suprema Corte, com autorização do Congresso Nacional, por tropas do exército hondurenho. O Judiciário hondurenho anunciou que dispunha de provas suficientes para processar Zelaya por 18 delitos, incluindo traição à pátria e descumprimento de 80 leis aprovadas pelo Congresso.

Lamento que meu país apóie esse circo.

5 comentários:

Anônimo disse...

voce falou tudo!!!!! a verdade que midia nao quer revelar


Não é de admirar que os comunas invertam os fatos, defendam foras da lei
e
incentivem a baderna. O golpista é o zé laia que quis fazer o plebicito para
se perpetuar no poder, como chaves, fidel, morales, como quer o pt, contra
a constituição do país.
Em honduras o congresso e o judiciário cumprem normas, regras, leis e constituição
e foi o ministério público hondurenho, como é de direito, iniciou o processo
de defesa da constituição.
Isso deveria servir de lição para lula e seus mentores que desgovernam para
um grupo, às margens e ao arrepio da lei. Tanto que o lula está defendendo
e agindo nesse caso com intromissão em assuntos de honduras e incentivando
a baderna, com o abrigo ao golpista zé laia na embaixada brasileira e seus
gastos com dezenas de simpatizantes do golpista, gastos que estão por conta
do trabalho do brasileiro. Lula tem ainda as atitudes de baderna contra os
patrões, desde o abc paulista, que afundou o maior parque industral da américa
latina.
Essa não é hora de parlamentares brasileiros viajarem para turismo em honduras.
FORA ZÉ LAIA GOLPISTA !
FORA LULA BADERNEIRO !

Anônimo disse...

Todos sabemos, que ele compra apoios e aprovações na câmara e no senado, para
to-dos participarem das maracutaias. Ele é o corruptor e corrupto que quer
mostrar que todos, da Câmara e do Senado, são picaretas e corruptos e que,
essas duas “Casas da Democracia”, são desnecessárias. Quer saber o porquê?
A resposta está nas simples análises de seus “compañeros” e amigos liderados
pelo Fidel Castro.

Apóia abertamente todos os corruptos, hoje seus grandes amigos “endeusados”
e colaboradores e, se esqueceu (ou finge se esquecer) que, um dia num passado
recente, chamou-os de LADRÕES.
Mente, engana e se faz de esquecido e cego, das suas promessas de campanha.
Apóia abertamente os atos contra a democracia e a liberdade tanto
de imprensa como política e constitucional, produzidos pelos governantes
dos Países vizinhos, seus grandes amigos e parceiros. Abriga governantes
corruptos, seguidores (capachos, filhos e não sei o quê) do Fidel Castro
e H. Chaves, na Embaixada do Brasil (Zelaya). Se meteu no conflito de Honduras,
numa armação teatral, com as des-pesas pagas com o que sai do suor e do bolso
do povo trabalhador brasileiro, para defender o “MACRO PROGRAMA DO FIDEL
CASTRO”, qual está fazendo parte, ele e o nosso País de, “COMUNISMO E DITADURAS
NAS AMÉRICAS”.
Manipula (ou manda) o Supremo Tribunal Federal quando este fica do
lado dos bandidos. O “Battis-ti” (assassino condenado na Itália) ainda
não ficou livre, mas logo teremos mais um fora da lei e assassi-no, fazendo
parte de um partido político e até se candidatando a algum cargo político.
O caso Palocci é um deles e, mais um, é o caso Dantas.
Indica advogado comum, empregado seu e de seu partido (quase um leigo),
sem ser ao menos juiz concursado, um condenado na justiça do Brasil (anterior
ao seu governo ou não), para uma cadeira de ministro do STF.

Anônimo disse...

Volta do presidente deposto a Honduras foi 'irresponsável', diz americano na OEA
Diplomata responsabiliza quem facilitou o retorno de Zelaya.
Conselho Permanente da OEA reuniu-se para discutir a crise política.

Do G1, com agências internacionais
Tamanho da letra
A- A+


A volta clandestina do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, ao país foi "irresponsável" e não serve aos interesses do povo, disse nesta segunda-feira (28) o representante norte-americano na OEA (Organização dos Estados Americanos), Lewis Anselem.

Anselem fez as declarações durante reunião extraordinária do Conselho Permanente da organização.

"Os que facilitaram a volta de Zelaya têm uma especial responsabilidade para prevenir a violência e garantir o bem-estar do povo hondurenho", disse, sem detalhar.

Na semana passada, a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, havia dito esperar que a volta de Zelaya pudesse ser uma "ocasião" para o reinício das negociações.

JOÃO HENRIQUE N. DE FREITAS disse...

RETIREI DO BLOG ALERTA TOTAL
***********************************
Quem é golpista?

Do leitor Pedro Paulo Rocha, de Curitiba, um recado esclarecedor sobre a confusão Hondurenha:

“Grande parte da imprensa, equivocadamente, afirma que houve golpe em Honduras. Vejamos os fatos de forma concreta. Escaldados até as orelhas por ditadores, os hondurenhos congelaram o prazo dos mandatos presidenciais e proibiram reeleições, através de cláusulas pétreas, estabelecidas por zelo democrático. Bastaria um presidente desrespeitar estes preceitos contitucionais para incorrer em “crime de traição” e “ser afastado de imediato do desempenho de seu cargo” (arts. 4, 42 inc. 5, 239 e 374 da Constituição de Honduras)”.

“Ora, Manoel Zelaya, inspirado em seu ídolo Chavez, pretendeu ignorar o que estabelecia a constituição hondurenha e propôs a mudança daquela cláusula legal e democrática. Proibido pelo Judiciário, insistiu no seu propósito, convocando plebiscito a ser realizado com material fornecido pelo governo da Venezuela, que estimulava e apoiava o seu golpe. O Tribunal Supremo Eleitoral mandou recolher a mercadoria. Zelaya destituiu o comandante do Exército, enviou seus agentes para retomar tudo de volta. Diante disto, foi destituído pela Suprema Corte do país e preso, tendo sido substituído pelo presidente da Assembléia Nacional, o próximo na linha sucessória, que assumiu o governo apenas até as eleições de novembro”.

“De quem foi o golpe? Lamentável foi a atitude do governo brasileiro, que participou do trama para provocar convulsões populares em Honduras, conforme confessou publicamente o tiranete Chavez, acolhendo e permitindo que o verdadeiro golpista fizesse comícios de dentro de nossa embaixada. Mas Lula, como sempre, não sabe de nada!”

Andre disse...

Grande amigo,
Também nessa concordo contigo!
Como vão as coisas por aí?
Como anda essa casório?
E os concursos?
mande noticias...
Grande abraço!

IMPORTANTE

Senhor Jornalista, a imprensa deve atribuir responsabilidades às autoridades. Caso contrário, será apenas uma omissa medíocre exercendo a função de relações públicas daqueles que afundam o país. Pense nisso!